Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 11/06/2019 13h50

    Uma das cargas roubadas por quadrilha alvo de operação em SC chega a R$ 500 mil, diz delegado da Deic

    Ação policial nesta terça-feira (11) cumpre 11 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão em seis cidades catarinenses

    Foto: Deic /Divulgação

    Uma grande operação policial prendeu, até às 9h30 desta terça-feira (11), nove pessoas suspeitas de pertencer a uma quadrilha que atuava no roubo de cargas em Santa Catarina. A ação, chamada de CH2, visa cumprir 11 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão em seis cidades do estado: Itajaí, Itapema, Joinville, Navegantes, Presidente Nereu Ramos e Tijucas. 

    O trabalho de inteligência para desmantelar o grupo começou a partir de janeiro de 2018, quando uma carreta carregada de polietileno (daí, a referência para o nome da operação) foi alvo de bandidos em Palhoça, na Grande Florianópolis. O motorista chegou a ser feito refém em Navegantes, no Litoral Norte de SC. Depois, a Diretoria Estadual de Investigações Criminosas (Deic) achou o veículo abandonado em Apiúna, no Vale do Itajaí. Já em Agronômica, na mesma região, a Polícia Civil encontrou a carga, avaliada em R$ 200 mil, em um galpão às margens da BR-470. 

    Segundo o delegado Osnei de Oliveira, da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas da Deic, os integrantes da quadrilha paravam os motoristas em rodovias - além de SC, há registros de ações do grupo no PR e em SP. As cargas, com valores que chegam a R$ 500 mil, eram levadas para galpões no estado para depois serem vendidas. 

    Outras cargas de origem ilícita também foram encontradas durante as buscas ocorridas nesta terça. Também foram apreendidas munições e telefones celulares, que devem auxiliar nas investigações. Os suspeitos estão sendo investigados em vários crimes, como roubo, integrar organização criminosa, receptação e uso de documentos falsos. Eles devem ser levados para o Complexo Penitenciário da Canhanduba, em Itajaí. 

    Ouça a entrevista com o delegado Osnei de Oliveira, da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas da Deic em SC: 

    CBN Diário