Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 15/09/2018 15h01

    Suspeito de assalto à joalheria pode ter rompido tornozeleira eletrônica antes de cometer crime

    Homem foi detido; além dele, outros três menores foram apreendidos. Polícia procura por mais um assaltante.

    A Polícia Militar de Santa Catarina prendeu um homem que rompeu a tornozeleira eletrônica e pode ter participado do assalto a uma joalheria no Floripa Shopping, que aconteceu na última terça-feira. A detenção ocorreu nesta quinta (13). Segundo o comandante-geral da PMSC, coronel Araújo Gomes, o setor de inteligência da corporação tem "fortes elementos" que indicam o envolvimento dele no assalto.

    - Ele seria o homem que aparece empunhando uma espingarda calibre 12 em vídeos que circularam pelas redes sociais - afirmou o comandante durante entrevista ao Notícia na Manhã.

    Além dele, outros três adolescentes foram apreendidos. Eles foram encontrados na região do Morro do Quilombo, no bairro Itacorubi, e estavam com sete relógios, quatro colares, uma pulseira, um par de brincos, um pingente e dois anéis. Além das joias, também foram apreendidas drogas e dinheiro.

    Conforme a polícia, um dos adolescentes foi identificado por meio das câmeras de segurança do empreendimento comercial. Ele observava o movimento no shopping cerca de 30 minutos antes do crime e deixou um chinelo bloqueando uma das portas automáticas do local para, segundo os policiais, facilitar a fuga.

    Um dos adolescentes foi liberado, mas os outros dois continuam detidos na Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) da Capital. Segundo o comandante-geral da PMSC, eles têm mais de 15 passagens por tráfico e porte de drogas.

    Os agentes acreditam no envolvimento de mais uma pessoa, que ainda não foi encontrada.

    Ouça a entrevista com o comandante geral da Polícia Militar de SC, Araújo Gomes: 

    CBN Diário