Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 29/05/2018 14h10

    Sindicato dos revendedores da Grande Florianópolis ainda não tem garantia de que receberá gasolina nesta terça-feira

    Expectativa dos postos de gasolina é pela chegada de alguns caminhões no final da tarde, mas depende de escolta pela PM

    Foto: Felipe Carneiro /Diário Catarinense

    Atualizada às 13h14min

    Postos de combustíveis da Grande Florianópolis esperam começar a receber gasolina ainda nesta terça-feira, a partir do final da tarde. Mas ainda não há garantia de que isso de fato acontecerá.

    A expectativa decorre da decisão judicial que determina a liberação do bloqueio à base de distribuição da Petrobras, em Biguaçu, em 24 horas, prazo que termina na quarta-feira. No entanto, até o começo da tarde, nenhum caminhão-tanque havia sido liberado, exceto os que atendem veículos de urgência.

    - Não tem nenhum caminhão carregado e não tem nenhuma previsão de escolta de abastecimento ainda. A gente tem a liminar, a polícia está ciente, e a gente está trabalhando para que isso aconteça. Não temos confirmação de que aconteça hoje e nem amanhã, mas estamos trabalhando para isso - afirma o presidente do Sindópolis, Lurran Nascimento de Souza.

    Pela manhã, no Direto da Redação da CBN Diário, o vice-presidente de Relações Institucionais e Comunicações do Sindópolis  havia revelado essa expectativa de receber combustível hoje:

    - A Polícia Militar tem nos ajudado muito, e talvez a partir das 16h a gente consiga liberar caminhões para o abastecimento.

    Segundo Fernandes, se a gasolina chegar, a orientação é limitar a venda a R$ 100 por veículo e abastecer galões ou bombonas. O preço deverá variar entre R$ 4,19 e R$ 4,49. O Sindópolis mantém a projeção de que a normalização da oferta de gasolina demore entre três dias e uma semana, a partir da liberação dos caminhões-tanque no bloqueio. A prioridade será a gasolina. 

    Segundo a Polícia Militar, nenhuma escolta está programado ainda. 

    Confira as últimas notícias sobre a greve dos caminhoneiros

    CBN Diário