Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 20/04/2017 9h48

    Rodrigo Faraco: o clássico nunca pode ser desprezado

    Foto: Felipe Carneiro /Agencia RBS

    Com duas mudanças de data, sendo o último jogo dentro do grupo na Primeira Liga, com o Avaí já eliminado e o Figueirense com chances menores, o clássico de hoje, no Orlando Scarpelli, vai valer pela rivalidade, pela honra e para as estatísticas da história. O jogo, que normalmente polariza as discussões da semana, desta vez não foi nem o principal assunto nos programas da CBN Diário, nem mesmo no Debate Diário.

    É que o foco do Avaí já é a final do Catarinense. E o foco do Figueirense já está na Série B, que começa em maio, e as contratações que estão sendo feitas e agitando o torcedor. Então o jogo está um pouco fora de contexto. Mas sempre vai ser especial e nunca pode ser desprezado. A repercussão costuma ser cruel com quem não leva o clássico a sério.

    Pelos primeiros gols

    Com dois clássicos jogados pelo Campeonato Catarinense, Avaí e Figueirense não tiveram a capacidade de marcar sequer um gol. Na Ressacada as oportunidades foram do Figueirense, mas Kozlinski não deixou acontecer. No Scarpelli o jogo foi bem melhor e as oportunidades foram do Avaí, mas faltou eficiência.

    O que se espera agora é que, pelo menos, os gols aconteçam e o clássico saia do zero. Pra isso, os dois times vão ter que arriscar mais. O Figueirense é o time que precisa tomar a iniciativa, o que pode fazer o jogo mais aberto. 

    Pela volta da confiança

    O Avaí vai de time completo para a partida desta noite. Tem suas razões pra isto. Precisa retomar um pouco da confiança perdida no returno do Estadual e a moral com o torcedor, depois da derrota para o Almirante Barroso, no sábado passado.

    O Leão tem que usar o jogo para se fortalecer. É a última chance de fazer jogar em nível competitivo o time principal, que vai encarar a final do catarinense na semana que vem. Em contrapartida, se o Avaí perder, a desconfiança pode ainda aumentar. Mas a equipe azurra está certa. É preciso jogar com o time principal neste momento. 

    Por algo positivo num ano que começou ruim

    Uma classificação para a sequência da Primeira Liga pode significar bastante para o Figueirense neste momento. Com um início de temporada muito ruim, o que resta é tentar esta classificação para tentar agradar o torcedor.

    Pela classificação e porque ela seria conquistada justamente em cima do Avaí. Se não vier, entra no pacote das coisas ruins deste primeiro semestre e só vai incomodar mesmo se o time tomar uma pancada no Scarpelli. Portanto, é tentar amenizar o quadro atual, que é ruim com, pelo menos, uma alegria momentânea.  

    Hora de Santa Catarina