Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 05/01/2019 13h11

    Rio Capivari vai ter Unidade de Recuperação Ambiental para tratar água poluída por esgoto

    Afirmação foi feito pelo secretário de Infraestrutura da Capital

    Foto: Betina Humeres /Agencia RBS

    Assim como aconteceu com o Rio do Brás, em Canasvieiras, a praia dos Ingleses deverá ter, até o final deste ano, uma Unidade de Recuperação Ambiental no rio Capivari, que hoje é um esgoto a céu aberto que desemboca no mar.  No primeiro relatório do ano, do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina, a foz aparece como imprópria ao banho.

    A afirmação foi feita no sábado (5) pelo secretário de secretário de Infraestrutura de Florianópolis Valter Gallina, no programa Condomínio Legal.  Ex-presidente da Casan, no governo Pinho Moreira, Gallina informa que já existe projeto para esta Unidade, e que deve ser entregue com a conclusão da instalação da rede coletora de esgoto e também da Estação de Tratamento, que vai ficar na entrada do bairro, junto à rodovia SC-403.  “Em Canasvieiras o trabalho realizado no verão passado tornou próprios todos os pontos de coleta. Com a fiscalização do programa Se Liga na Rede, a situação melhorou bastante em Ingleses, com apenas um ponto impróprio dos seis de coleta para análise”, revelou.

    Sobre as diversas constatações de lançamento de esgoto irregular no Capivari,  Gallina revelou que somente a região da rua das Gaivotas tem rede coletora que encaminha os dejetos para tratamento em Canasveiras. “Os donos dos demais imóveis da praia precisam ter consciência em ter fossa séptica no padrão exigido”, declarou  o secretário de Infraestrutura municipal.

    Lembrado pelo apresentador Renato Igor que a construtora responsável pelas obras em Ingleses prevê concluir os serviços somente em abril de 2020, o secretário disse que a prefeitura pressiona a empresa a encerrar os trabalhos até o final do ano. “Temos cerca de 70% do contrato já realizado, num investimento que está em torno de R$ 90 milhões”,  explicou.

    Em Canasvieiras, a poluição do Rio do Brás, que poluía a praia de Canasvieras, foi resolvida com a construção pela Casan de uma Unidade de Recuperação Ambiental (URA), junto ao Sapiens Park, com capacidade de tratar 690 mil litros por dia de água, por meio do processo de clarificação e purificação da água. O custo foi de R$ 550 mil.

    Elevado Rio Tavares – Durante o programa, o secetário Gallina garantiu que a obra do elevado do Rio Tavares  deve ser liberado ao tráfego até 23 de março, aniversário da cidade.  “Os trabalhos de concretagem começam na sexta-feira", revelou.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        

     

     

    CBN Diário