Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 05/04/2017 17h44

    Quatro ambulâncias do Samu vão para manutenção e Florianópolis está sem o serviço

    Sem o atendimento, os bombeiros tiveram a demanda de serviço aumentada em 70%

    Foto: Daniel Conzi /Agencia RBS

    Florianópolis amanheceu sem atendimento das viaturas do Samu nesta quarta-feira. Os quatro veículos do serviço na cidade foram para a manutenção e, com isso, o atendimento foi suspenso, sem previsão de retorno. As informações são da CBN Diário.

    A prefeitura garantiu que ainda nesta quarta faria o pagamento para a empresa responsável pela manutenção, que havia sido interrompido no início do ano por problemas internos. Sem o atendimento do Samu, os bombeiros tiveram a demanda de serviço aumentada em 70%.

    Ouvido pela CBN Diário, o tenente coronel Helton Zeferino, comandante do Primeiro Batalhão de Bombeiros de Florianópolis, informou que o trabalho da corporação aumentou.

    — Para termos uma ideia, o Samu antede entre 30 e 40 ocorrências por dia. Essas ocorrências que hoje não estão sendo atendidas por problemas mecânicos são transferidas para os bombeiros. A demanda deve aumentar em 70% os atendimentos diariamente. A nossa média também é de 30 ocorrências por dia _ explicou o tenente coronel, que salientou que os Bombeiros têm cinco ambulâncias operacionais.

    Ouça a entrevista na íntegra:

    O que diz a prefeitura

    A prefeitura de Florianópolis, responsável pelas ambulâncias do Samu, enviou nota à CBN Diário em que comentou a situação: "A prefeitura está efetuando hoje o pagamento da empresa responsável pela manutenção das ambulâncias do Samu para a retomada do serviço, que parou nesta madrugada. O pagamento foi interrompido no início do ano devido a mudanças e adequações no sistema administrativo e contábil da Prefeitura, que foi resolvido nesta semana."         

    Hora de Santa Catarina