Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 17/05/2019 13h38

    Preparador do Figueirense atualiza situação dos atletas lesionados

    Alexandre de Souza avalia condição física do elenco alvinegro

    Foto: John Leo /Figueirense FC

    Um dos responsáveis pela preparação física no Figueirense, Alexandre de Souza avaliou o estágio de recuperação dos jogadores lesionados em entrevista coletiva nesta sexta-feira. Alemão Teixeira, Matheus Destro, Juninho e Willian Popp tiveram problemas musculares, enquanto Betinho retoma aos jogos após catapora e virose. Gustavo Poffo, Wallace e Dener Machado inspiram maiores cuidados por terem sofrido lesões graves e feito cirurgias.

    — O Betinho infelizmente passou por esse processo difícil clínico, acometido por duas doenças que perde peso, em repouso, tem que ficar em casa, como a catapora. Além da amigdalite, ele perdeu três quilos. Mas foi para o último jogo, fez 30, 35 minutos, readquiriu forma, mas ainda não é o ideal. Tem trabalhado para voltar à melhor forma possível, temos mais esses dias para que ele volte à forma de antes — garante o preparador.

    — Alemão Teixeira teve uma lesão pequena, menos de 10 dias para recuperar, mas teve uma amigdalite. Está voltando à fase de transição e nos próximos dias se incorpore ao grupo. Juninho e Popp estão no fim do tratamento médico, entregues à transição, e a tendência é que no próximo jogo após esse fora de casa estejam à disposição. O Destro inicia a transição daqui a uma semana em meia. Há uma possibilidade, mas menor que Juninho e Popp, de estar à disposição em casa — avalia Alexandre de Souza.

    Além dos jogadores presentes em campo na temporada, o Figueirense ainda trabalha na recuperação de outros atletas que tiveram problemas mais graves. O lateral-direito Wallace veio do exterior e ainda não estreou; o zagueiro Dener Machado retornou de empréstimo do Flamengo e também não atua; o atacante Gustavo Poffo subiu da base e sofreu lesão. Alexandre de Souza falou sobre estes casos.

    — Tem que ter cautela para iniciar o processo de volta ao futebol. O Poffo está no fim da recuperação da cirurgia, a previsão era de seis meses e a tendência é vê-lo fazendo mais atividades com os grupos. É difícil fazer uma previsão, mas está em processo final de recuperação. O Dener fez uma cirurgia mais recente, foram duas seguidas, assim como o Wallace, não estão totalmente integrados com o grupo e precisam de mais um tempo — comenta.

    O Figueirense volta a campo na próxima terça-feira contra o Bragantino pela quinta rodada da Série B. Há duas dúvidas para o técnico Hemerson Maria. O atacante João Diogo trabalha fisicamente após ter acusado dores na coxa, enquanto o lateral-esquerdo Brunetti faz tratamento no departamento médico em recuperação de uma pancada no joelho.

    CBN Diário