Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 04/01/2019 16h12

    Prefeito questiona, mas Instituto do Meio Ambiente confirma coliformes no Rio Capivari

    Foto: Reprodução /IMA

    A Praia de Ingleses foi considerada imprópria para banho na altura do Rio Capivari pelo relatório semanal do Instituto do Meio Ambiente (IMA). O resultado, divulgado nesta quinta-feira (3), confirma a presença de coliforme fecais na água que deságua no mar. 

    O prefeito Gean Loureiro declarou à CBN Diário, nesta sexta-feira, que este resultado não significa necessariamente poluição, pois pode ter sido influenciado pela presença de algas que comprometem o odor e a coloração da água.

    — Na análise da água, a cor muitas vezes não exemplifica poluição, porque existe ali uma decomposição de algas, que traz um odor vinculado a essas algas, que não tem características de poluição e que traz um cor escurecida que dá impressão de poluição – comentou Gean.

    O gerente de laboratório e medições ambientais do IMA Oscar Vasques filho explicou que são considerados impróprios para banho os pontos onde há presença de coliformes fecais.

    — Nesses pontos é encontrado Escherichia coli, que são os coliformes fecais. Orientamos a população a não entrar nessa água, sob risco de comprometer a saúde —  enfatizou.

    Apesar da coloração escura e do odor do Rio Capivari serem recorrentes, os quatro relatórios anteriores, em dezembro, apontavam a região da foz como própria para banho. Portanto, de acordo com a análise do IMA, nem sempre essa poluição chega ao mar.

    A prefeitura anuncia como solução para esse caso a construção de uma estação de tratamento, como em Canasvieiras e na Beira-Mar. Esse investimento cabe à Casan, estatal que detém a concessão do saneamento básico na Capital. 

     

     

     

    CBN Diário