Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 05/12/2018 19h05

    Oito pessoas são presas em São José após golpe do cartão de crédito

    Eles se passavam pelo setor de segurança de bancos e obtinham os dados das vítimas.

    Grupo atuava em um central em São José

    Foto: Polícia Civil /divulgação

    Oito pessoas foram presas em flagrante nessa terça-feira (4) por volta das 17h em São José, depois de se passarem pelo setor de segurança de bancos e, por telefone, obterem dados da vítimas até persuadi-las a lhes entregar os cartões de crédito. 

    Os oito presos, quatro homens e quatro mulheres, foram indiciados pelos crimes de associação criminosa, uso de documento falso e estelionato, conforme o delegado da Divisão de Defraudações da Polícia Civil Daniel Zucon.

    "No início das ligações, eles se identificavam como setor de segurança do cartão Visa/Master. No primeiro contato perguntavam se a pessoa havia feito uma compra em outro estado, e simulavam passar a ligação para outra pessoa. Outra forma era induzir a vítima a ligar no número do verso do cartão e manter a linha presa. Outro atendente confirmava dados pessoais da pessoa e pedia para ela digitar a senha de seis dígitos", relatou Zucon. 

    Depois os criminosos pediam que as vítimas quebrassem o cartão de crédito e escrevessem uma carta pedindo o estorno dos valores referentes às supostas compras feitas em outro estado. Na sequência, um motoboy buscava na casa da vítima o cartão de crédito quebrado e o grupo criminoso passava a usá-lo até acabar o limite. 

    "Então, com a senha que havia sido digitada no teclado, eles passam a usar o cartão de crédito", relatou. 

    Crime da moda

    Os criminosos atuavam em uma central em São José, conforme a polícia. As vítimas identificadas até agora eram da Grande Florianópolis. O valor obtido pelo grupo com o golpe e o número de vítimas ainda não foram apurados pela polícia. 

    - Esse é um crime muito difundido, digamos que é o crime da moda - declarou. 

    Outros dois homens foram presos na semana passada por crimes semelhantes. Por enquanto, a polícia descarta qualquer relação com os criminosos presos na terça. Conforme o delegado Daniel Zucon, para não cair em golpes desse tipo, é preciso tomar os seguintes cuidados. 

    - não fornecer a senha utilizada nos terminais de autoatendimento (geralmente de 6 dígitos). Nos contatos telefônicos, os Bancos exigem outra senha específica para esse fim.

    - não entregar o cartão bancário para terceiros. Os bancos não prestam esse tipo de serviço.

    CBN Diário