Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 08/02/2019 12h54

    "No momento seria melhor não ter jogo", diz Matheus Destro, do Figueirense, após tragédia no Rio

    Jogador alvinegro comenta momento de luto no futebol brasileiro

    Foto: John Leo /TV Figueira

    O futebol brasileiro está de luto pelo falecimento de dez pessoas em incêndio que atingiu um alojamento das categorias de base do Flamengo no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro. Duas vítimas catarinenses faleceram no local, sendo um ex-jogador de futsal do Figueirense, Vitor Isaías. Em preparação para entrar em campo pelo estadual neste sábado contra o Hercílio Luz, o lateral alvinegro Matheus Destro disse que não deveria haver jogo neste momento.

    — É muito triste mesmo, acordar e ver essa triste realidade que aconteceu. Não temos nem o que falar, aconteceu, agora é cabeça erguida, difícil achar palavras, mas é um sentimento de angústia e tristeza. Lógico que qualquer atleta pensa, não tem cabeça para jogo. Acho que o momento é de pensar e refletir. Acho que no momento o melhor seria não ter jogo mesmo — comenta o jogador do Figueirense.

    Apesar do clima de luto, os jogadores do Figueirense trabalharam nesta manhã no Estádio Orlando Scarpelli, onde enfrentam o Hercílio Luz amanhã às 17h. O treinamento foi realizado com portões fechados para a imprensa por determinação do técnico Hemerson Maria. Novamente sem participar das atividades, o zagueiro Alemão vai desfalcar a equipe por conta de dores na panturrilha.

    CBN Diário