Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 19/04/2019 17h38

    Na final, Geninho completa um ano no comando do Avaí

    Treinador reassumiu o time na Série B de 2018

    Técnico do Leão já tem dois acessos pelo clube

    Foto: Janniter de Cordes /CBN Diário

    Depois de completar 100 jogos no comando do Avaí na partida contra o Vasco, Geninho vai atingir outra marca importante na equipe do Sul da Ilha. Na final do estadual contra a Chapecoense, domingo, 16h, na Ressacada, o profissional vai completar um ano no comando técnico na sua segunda passagem pelo clube. O paulista, de Ribeirão Preto, assumiu a equipe na segunda rodada da Série B de 2018 substituindo Claudinei Oliveira que foi demitido após a eliminação na Copa do Brasil para o Goiás.

    Eugênio Machado Souto, o Geninho, chegou no Avaí pela primeira vez em 2014. O profissional foi anunciado no dia 5 de junho para substituir Pingo, que foi demitido após não começar bem o Campeonato Brasileiro da Série B daquele ano. Geninho assumiu e iniciou a arrancada para o acesso naquele ano que aconteceu na última rodada contra o Vasco na Ressacada. Com o resultado, a diretoria seguiu com Geninho para 2015, mas o profissional não conseguiu ter um bom desempenho no catarinense e após perder para o Guarani de Palhoça por 5 a 3 no Renato Silveira, ele pediu demissão do cargo. Geninho não chegou a completar um ano no comando da equipe.

    Agora, na sua segunda passagem, a situação é bem diferente. O treinador já soma 101 jogos no comando do Leão da Ilha e agora tem a oportunidade de comemorar mais esta marca de um ano no comando técnico da equipe. Geninho chegou em Florianópolis no dia 20 de abril de 2018, uma sexta-feira, foi apresentado e já comandou o time no dia 21 de abril, sábado, contra o Brasil/RS no empate em 2 a 2, na Ressacada. Naquele jogo, ele foi auxiliado por Evando, auxiliar-técnico do time. Geninho ressaltou a importância e a felicidade de atingir mais uma marca importante dentro do clube. "É bom e me deixa envaidecido. Na minha profissão não são números normais. Vemos trocas constantes. Técnico que fica seis meses à frente de um clube é muito tempo. Eu somei mais de 100 jogos, somando as duas passagens, e agora um ano de Avaí. Sinal de que estamos fazendo um bom trabalho. Sou mais um na engrenagem. Vamos continuar fazendo o melhor e colaborando com o grupo para esticar mais um pouco a permanência em Florianópolis.

    Na sua segunda passagem pelo Avaí, Geninho já comandou a equipe em 59 jogos, com 29 vitórias, 17 empates e 13 derrotas. Com ele, o Avaí marcou 91 gols e sofreu 43 e tem um aproveitamento de 58,7%. 

    CBN Diário