Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 08/02/2019 16h25

    Morador espera há dois anos pela remoção de carro abandonado da frente de prédio

    Veículo está no bairro Capoeiras e já tem até plantas crescendo dentro dele

    Foto: Renan Duarte /Arquivo pessoal

    A remoção de um carro abandonado da frente de um prédio em Florianópolis pode ser um mais difícil do que parece. O ouvinte da CBN Diário Renan Duarte há dois anos se depara todos os dias, na frente do local onde mora, com um veículo com vidros quebrados em que até plantas crescem dentro. A dificuldade de Renan é encontrar um órgão responsável pela retirada do automóvel de lá.

    - É um Subaru azul marinho, um carro bem antigo, está aqui na rua Kurt Rantour, em Capoeiras. Já liguei quatro vezes para a Guarda Municipal, mas disseram que não tem como tirar o carro de lá, pois não está desrespeitando lei de trânsito - relatou Renan.

    O comandante da Guarda Municipal Ivan Couto explicou que a remoção deve ser feita pela vigilância sanitária.

     - Se não infringe lei de trânsito, o carro pode ficar lá até 10 anos. (...) Caso ofereça risco à saúde pública, pode ser removido pela Vigilância Sanitária, há um grupo da prefeitura que faz isso -  declarou Ivan.

    A Diretoria de Zoonoses, que responde pela Vigilância Sanitária, informou via assessoria de imprensa, que a responsabilidade de remover o carro abandonado é da Guarda Municipal.

    Diante do impasse, consultamos o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) sobre como o cidadão deve proceder no caso de se deparar com um veículo abandonado em via pública. 

    - A responsabilidade é do município. Em Florianópolis, é da Superintendência de Serviços públicos -  explico a delegada Sandra Mara Pereira, que é diretora do Detran. 

    A Superintendência de Serviços Públicos (SUSP) informou por meio da assessoria de imprensa que não há uma legislação específica que defina quem deve retirar um veículo abandonado da rua, se não estiver infringindo lei de trânsito ou causando risco à saúde.

    CBN Diário