Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 22/09/2017 15h07

    Modelo de integração entre bombeiros e Samu de SC é aprovado por secretarias municipais de Saúde

    Autorização na reunião ordinária da Comissão de Intergestores Bipartite (CIB) era uma etapa formal necessária para que a proposta pudesse ser colocada em prática

    Foto: Daniel Conzi /Agencia RBS

    O novo modelo de gestão do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Santa Catarina, com o Corpo de Bombeiros à frente das ações, foi aprovado na quinta-feira em reunião dos gestores das secretarias de Saúde dos municípios. A autorização na reunião ordinária da Comissão de Intergestores Bipartite (CIB),  na Capital, era uma etapa formal necessária para que a proposta pudesse ser colocada em prática. As mudanças na gestão devem ocorrer até o fim do ano.

    A proposta é de integração do Samu estadual, sob gestão da Secretaria de Estado da Saúde com o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. Além disso, serão integradas as Unidades de Suporte Básico (USB) dos municípios também para a gestão do Estado, de forma gradativa.

    Segundo o secretário Vicente Caropreso, que participou da reunião, o Samu passa por uma nova fase de comunicação e integração. Ele afirma que haverá um aumento de disponibilidade de viaturas e de pessoal, além de um custo menor.

    — Esse conjunto de situações aprovadas interessa a todos. Foi definida uma teia de atendimento com um trabalho integrado entre Estado, Corpo de Bombeiros Militar e Voluntários, saúde e municípios para que possamos atender aos reclames da sociedade —, destacou Caropreso.

    De acordo com a superintendência de Serviços Especializados e Regulação, está sendo elaborado um termo de cooperação técnica entre a Secretaria da Saúde e os bombeiros para a cogestão do Samu.

    Diário Catarinense