Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 11/07/2018 9h16

    Moacir Pereira: encontro de líderes pode selar aliança entre PSD e PP

    Foto: Agencia RBS /CBN Diário

    Uma nova reunião entre os deputados Gelson Merisio (PSD) e Esperidião Amin (PP), o presidente do PSB Paulo Bornhausen, o ex-governador Raimundo Colombo e o presidente do PP Silvio Dreveck está marcada para esta quinta-feira (12) em Florianópolis. 

    A previsão é de que seja batido o martelo sobre a formação da chapa da aliança que atualmente é formada por 13 partidos políticos, sob a liderança do deputado estadual Gelson Merisio. A principal definição que tende a clarear o cenário da disputa em Santa Catarina caberá ao deputado federal Esperidião Amin, que lidera todas as pesquisas durante o ano entre as preferências ao governo.

    Muitas especulações surgiram nos últimos dias sobre a formação de chapas. Se a coligação for mesmo selada, Amin poderá apoiar Merisio ao governo, concorrendo a uma das duas vagas ao Senado. A segunda vaga ficaria com o ex-governador Raimundo Colombo (PSD). O cargo de vice-governador estaria reservado ao deputado estadual Silvio Dreveck. Esta, aliás, seria a principal novidade da nova composição.

    O PSB socialista entraria com o vereador e empresário Ninfo König, de Joinville, já cotado também como vice de Merisio. 

    A realização da convenção estadual do PSD no dia 21 de julho, anunciada ontem por várias lideranças, leva a duas leituras. A primeira é de que a candidatura de Merísio se consolida e torna-se irreversível. A segunda, que os entendimentos com o PP e os partidos aliados estão adiantados. 

    Outra definição do processo ficará com o PSDB, que tanto pode manter a candidatura do senador Paulo Bauer, como vir a compor com o PMDB ou até integrar a chapa de Merísio e Amin, mantendo o mesmo projeto de 2014.

    Ouça o comentário de Moacir Pereira: 

    CBN Diário