Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 01/11/2018 15h44

    Jair Bolsonaro, após Moro aceitar ser ministro da Justiça: "Ele parecia um jovem universitário recebendo diploma"

    Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil

    O juiz federal Sergio Moro informou, através de nota, que aceitou ser ministro da Justiça no futuro governo. Ele se reuniu com o presidente eleito Jair Bolsonaro, no Rio de Janeiro, durante aproximadamente duas horas na manhã desta quinta-feira (1º). 

    O encontro ocorreu na residência de Bolsonaro. Moro deve assumir um "superministério", com o acúmulo da pasta da Segurança Pública – que tem sob seu comando a Polícia Federal – e outros órgãos da União. 

    Após o juiz Moro aceitar o convite para o Ministério da Justiça, Jair Bolsonaro disse que os dois concordam 100% em relação ao combate à corrupção. O presidente eleito admitiu que Moro não é especialista na área, mas que será bem assessorado. 

    — Parecia um jovem universitário recebendo diploma — disse Bolsonaro sobre a reação de Moro com o convite. 

    Leia a nota oficial divulgada por Moro:

    "Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Publica na próxima gestão. Apos reunião pessoal na qual foram discutidas politicas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção tomar esta decisão. Na pratica, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava-Jato seguira em Curitiba com os valorosos juizes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes." 

    Ouça as informações da rede CBN: 

    CBN Diário