Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 31/05/2018 10h12

    "Foi uma perda total", lamenta presidente da CDL Florianópolis após movimento fraco no comércio nos últimos dias

    Setor lojista vendeu menos nas duas últimas semanas, com menos consumidores por falta de combustível no veículo ou pela frota reduzida do transporte coletivo

    Foto: CDL Florianópolis /Divulgação

    A frase usada pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Florianópolis, Lidomar Bison, dá uma ideia do prejuízo relatado pelo setor durante os últimos dias, com o número menor de pessoas circulando pelas ruas devido à falta de combustível nos veículos dos consumidores e pela frota reduzida do transporte coletivo na Grande Florianópolis.  

    — Foi uma perda total — disse o dirigente. 

    Segundo Bison, após o desabastecimento provocado pelos bloqueios aos caminhões em rodovias, a partir do início da semana passada, a entidade registrou uma queda de 70% na movimentação em lojas no Centro da capital catarinense, principalmente entre a sexta-feira (25) e o sábado (26). 

    Após os dias com menos ônibus nas ruas, inclusive com períodos pela manhã na terça (29) e na quarta-feira (30) sem o sistema em operação com a paralisação convocada pelo sindicato que representa motoristas e cobradores da região, o prejuízo sentido pelos lojistas foi ainda maior. 

    Agora, a expectativa a partir desta sexta-feira (1º) é de normalização e recuperação para o setor, que já vive a expectativa das vendas para o Dia dos Namorados. 

    Ouça a entrevista com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Florianópolis, Lidomar Bison:    

    CBN Diário