Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 06/09/2018 10h27

    Florianópolis tem a segunda cesta básica mais cara do país, segundo Dieese

    Foto: André Ávila /Agencia RBS

    O levantamento recentemente divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostra que o preço médio da cesta básica em agosto em Florianópolis foi o segundo mais caro do país, ficando atrás apenas de São Paulo. 

    O estudo, feito em 20 capitais, aponta que o valor de R$ 431,30 é 3,86% maior que o registrado no mês anterior. Em julho, a capital catarinense tinha ficado em quarto lugar na pesquisa do Dieese. 

    Nos últimos 12 meses, o preço da cesta básica subiu 1,17% em relação ao período anterior. Contando os oito meses deste ano, a alta é de 0,27%. Em agosto, o produto que teve a maior alta na cesta básica foi a batata, com 22,36%. 

    Ainda segundo o Dieese, quem recebe um salário mínimo (R$ 954,00) precisa trabalhar 99 horas e 28 minutos para conseguir comprar uma cesta básica em Florianópolis. O salário mínimo ideal para sustentar uma família de quatro pessoas seria de R$ 3.636,04 — 3,81 vezes o salário mínimo nacional. 

    Ouça as informações: 

    CBN Diário