Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 26/02/2018 11h22

    Fiscalização deve aumentar. "Controle mensal não será suficiente"

    Foto: Marco Favero /Agencia RBS

    A secretaria da saúde/SC vai aumentar a fiscalização no Hospital Florianópolis. Até então, ainda na gestão da SPDM, a fiscalização acontecia a cada três meses. Agora, com o Instituto de Desenvolvimento, Ensino e Assistência à Saúde (IDEAS), será uma mensal.

    - Se fiscalizar apenas uma vez por mês, não vai funcionar, afirma o professor da Esag, Arlinho Rocha

    O professor da ESAG e doutor em gestão pública, Arlindo Rocha, acredita que se houver transparência, o pagamento for feito em dia e com fiscalização, a operação no Hospital Florianópolis, a partir de hoje comandada pelo IDEAS, vai funcionar bem.

    - A transparência é fundamental para a sociedade saber o que prevê o contrato. O Estado precisa cumprir a parte que lhe cabe, pagar em dia, para que a organização social consiga honrar seus compromissos com pessoal e fornecedores. É necessário, também,  que haja fiscalização para aferir se o que foi acordado está sendo executado, afirmou Rocha.

    O especialista em gestão pública acredita que o cidadão pode ser fiscal do contrato caso ele tenha conhecimento de quais são as obrigações do IDEAS.

    Neste final de semana, a SPDM, deixou o hospital após a secretaria da saúde/SC romper o contrato.

    Confira a entrevista completa com o professor Arlindo Rocha:

    CBN Diário