Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 13/03/2018 11h42

    Figueirense pede árbitro de vídeo na decisão do Catarinense

    Diretor Felipe Faro critica atitudes de Claudinei Oliveira e Marquinhos no clássico

    Foto: Fernando Torres /CBF,Divulgação

    O diretor de futebol do Figueirense, Felipe Faro, defendeu a utilização de árbitro de vídeo na decisão do Campeonato Catarinense. A declaração foi dada na manhã desta terça-feira, no Estádio Orlando Scarpelli.

    A defesa da arbitragem de vídeo ocorreu quando dirigente comentava as confusões no clássico de domingo. Faro disse que, pelas imagens, "quem causou todas as confusões foi o Avaí".

    Faro considerou desmedida a reação do técnico adversário, Claudinei Oliveira, à expulsão de Luanzinho, ressalvando que estranhou a conduta pois o conhece desde que trabalharam no Santos. Sem citar nome, também criticou Marquinhos. "É um jogador que vem, reiteradamente, fazendo isso, principalmente contra o Figueirense."

    No início do ano, a Federação Catarinense de Futebol, através de Marco Antônio Martins, diretor do departamento de arbitragem, disse que o árbitro de vídeo estaria presente no Estadual, ou em em um jogo importante que pudesse valer vaga na final, ou na própria final. Marco afirmou que o árbitro Heber Roberto Lopes e o assistente Carlos Berkenbrock, que já integraram o quadro da Fifa, estiveram no treinamento, em setembro do ano passado, para trabalhar o sistema de vídeo-arbitragem.

     Ouça a entrevista de Felipe Faro

    CBN Diário