Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 12/09/2018 17h08

    Escola Municipal no Santinho pede proteção da PM para realizar festival de curtas com tema "Jovem e Diversidade"

    Foto: Julio Cavalheiro /Agencia RBS

    Escola Municipal no Santinho pede proteção da PM para realizar festival de curtas com tema "Jovem e Diversidade", nesta quinta-feira, 13/09, depois que evento foi transferido devido a protestos de um pais de estudantes em agosto

    A direção da Escola Básica Municipal Maria Tomázia Coelho, no bairro Santinho, enviou oficio solicitando a presença de uma guarnição da Polícia Militar durante Mostra de Cinema que foi transferida para esta quinta-feira, 20 horas.  O evento, como o tema “Os jovens e a Diversidade”  foi cancelado no último dia 23 de agosto, quando um pai de duas alunas interrompeu a exibição de filmes protestando contra os conteúdos escolhidos.

    Por indignação de pais, Escola de Florianópolis cancela festival de curtas com tema "Jovem e Diversidade"

    A sessão estava programada para ocorrer no dia 23 de agosto, porém, no mesmo dia, a direção da escola recebeu um texto, sem assinatura, contra a realização do evento, entregue por um pai de duas alunas que ingressaram há poucos meses nessa escola. Segundo nota da direção da unidade educativa, em conjunto com o Núcleo de Cinema MTC (Maria Tomázia Coelho), “foi buscado contornar a situação por meio do diálogo. No entanto, diante de uma postura de intransigência e intimidação, optou-se por uma atitude de cautela e prudência, decidindo pelo adiamento”.

    Quanto ao conteúdo dos filmes, ainda conforme nota, “a unidade tem consciência de que os temas tratados estão em consonância com o Plano Municipal de Educação de Florianópolis e com o projeto político-pedagógico e o plano de gestão aprovados pela comunidade escolar”.
    A Secretaria de Educação de Florianópolis reitera a sua posição de que a escola tem autonomia para decidir se o evento ocorreria, como planejado, ou se seria cancelado. “A Secretaria não é um órgão de censura. Defendemos o direito de liberdade de expressão dos membros da comunidade escolar”, afirma o secretário Maurício Fernandes Pereira.

    A Secretaria, conforme ainda o titular da, defende e enobrece o objetivo da mostra de cinema: possibilitar aos estudantes conhecer, refletir e se expressar sobre o tema, mudando olhares e contribuindo para o respeito às diferenças. 
    São 16 os filmes que serão exibidos. Após  o lançamento, serão publicados no blog do Núcleo de Cinema, no endereço http://nucleodecinemamtc.blogspot.com

    CBN Diário