Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 24/05/2018 11h50

    Empresas de transporte turístico protestam contra o aumento do combustível

    Foto: Cristiano Estrela /Diário Catarinense

    As empresas de transporte turístico catarinenses aderiram aos protestos dos caminhoneiros sobre os altos preços dos combustíveis, em especial ao diesel. Na manhã desta quinta-feira, 24/04, os motoristas da categoria se reúnem no posto Ampessan, no km-198, na BR-101, em Biguaçu, com mais de 150 veículos que seguirão em protesto pela rodovia. Em entrevista ao Direto da Manhã desta quinta-feira, o diretor da Associação de Empresas de Transporte Turístico de Santa Catarina, (Aettusc), José Maciel Neis, falou sobre o que espera do governo para a diminuição dos altos valores de combustíveis.

    - O diesel está em um preço que ninguém mais suporta. As viagens a gente tem dificuldade para atender e repassar valores. O povo não aguenta mais pagar essa conta. Nossa ideia é apoiar os caminhoneiros que tiveram coragem de iniciar este movimento, e buscar que o governo faça uma redução nos impostos, ou que mude a política de preços. Tem que fazer alguma coisa, porque nós não podemos pagar a conta da corrupção. Disse o diretor da Aettusc.

    Outro ponto abordado pelo diretor da associação foi de que antigamente o diesel era mais barato que a gasolina. Atualmente o valor dos dois combustíveis estão próximos. "Semana passa o diesel estava R$3,60 e a gasolina R$3,70. Praticamente o mesmo preço" comentou José Neis. "O Governo tem que tomar consciência de que tudo vem através do diesel. Então se aumentado o diesel, o repasse será para toda a cadeia produtiva" complementou. 

    Ouça a entrevista completa com o diretor da Aettusc

    CBN Diário