Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 14/11/2018 13h54

    Defensoria Pública de SC atua para reduzir juro abusivo em contratos e empréstimos

    Foto: Flávio Neves /Agencia RBS

    Um dos casos mais comuns de atuação da Defensoria Pública do Estado de Santa Catarina é para defender consumidores dos contratos abusivos. Há muitos casos de juro exagerado, alguns até autorizados pelo Banco Central, como no cheque especial e cartão de crédito com juros superiores a 400% ao ano.

    A defensora pública-geral, Ana Carolina Dihl Cavalin, lamenta o fato de  que são raros os casos em que o cliente busca uma orientação prévia. O que ocorre é que o cidadão sonha em adquirir um imóvel ou um veículo e não se planejou adequadamente, explica Cavalin.

    — Nós tentamos resolver na renegociação, o que é muito comum. Mas quando não há acordo, vai para o judiciário. São vários casos de taxas cobradas muito acima da média para aquele produto. O poder judiciário vem reduzindo a taxa ou o valor abusivo — comentou.

    Ela orienta as pessoas que se sintam vítimas de contratos abusivos a procurarem a defensoria pública estadual e que não esqueçam de levar toda a documentação referente ao caso.

    Ouça a entrevista:

    Núcleo da Capital

    Avenida Othon Gama D’Eça, nº 622 – Ed. Luiz Carlos Brunet – Centro – CEP 88015-240
    Fone: (48) 3665-6370 / (48) 3665-6589

    Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 8h às 19h

    Atendimento externo: segunda a quinta, das 12h às 19h

    Sede Administrativa (atendimento interno)

    Avenida Othon Gama D´Eça, nº 677 - Ed. The Office Avenida, 3º andar - Centro - CEP 88015-240

    CBN Diário