Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 11/02/2019 11h44

    De Ponto a Ponto: deputada de SC registra BO após ataques nas redes sociais por causa de decote

    Foto: Luis Debiasi /Agência AL

    A deputada estadual Ana Paula da Silva, conhecida como Paulinha (PDT), registrou nesta segunda-feira (11) um boletim de ocorrência por ameaça, difamação e injúria na Polícia Civil. Ela foi alvo de ofensas e agressões nas redes sociais, por causa do macacão vermelho com decote usado na cerimônia de posse na Alesc. Segundo a assessoria de comunicação da deputada, os comentários publicados vão ser apresentados para servir de base para a investigação, e que "a situação lhe causou e está lhe causando sério constrangimento". A investigação será feita pelo setor de crimes cibernéticos da Deic. Em entrevista à NSC TV, ela disse que sempre usou roupas justas e decotadas e que não vai ser agora que chegou à Alesc que vai mudar. A Assembleia Legislativa informou que o regimento interno diz que o traje do plenário é passeio completo e que a roupa da deputada estava de acordo, por isso não houve quebra de decoro. Disse ainda que repudia os comentários preconceituosos contra a deputada. Já o comando geral da Polícia Militar afirmou que vai abrir processo administrativo para investigar a postura do policial da reserva que postou os comentários ofensivos.

    Um jovem de 20 anos morreu afogado em José Boiteux, no Alto Vale do Itajaí. Bombeiros voluntários foram até uma cachoeira na localidade de Roncador, neste domingo (10). Segundo os socorristas, amigos da vítima viram quando o jovem entrou na água e se afogou. Eles tentaram o resgate antes da chegada dos bombeiros, mas não tiveram êxito. O corpo do jovem foi encontrado pela equipe dos bombeiros a aproximadamente a três metros de profundidade, cerca de duas horas depois. A vítima residia em Navegantes e estaria na cidade para a um congresso de inauguração de uma igreja. 

    Os bombeiros precisaram improvisar uma tirolesa para resgatar passageiros de uma lancha de 41 pés que colidiu com as pedras da Praia de Taquaras, em Balneário Camboriú, no fim da noite de sábado (9). Um dos passageiros precisou ser encaminhado ao hospital, com dor na coluna e um corte no rosto. A embarcação saiu de Itapema com seis pessoas a bordo, mas três não sabiam nadar e, de acordo com os Bombeiros, não havia coletes salva-vidas suficientes para todos. Dois soldados do Corpo de Bombeiros se aproximaram a nado e fixaram um cabo entre a lancha e uma embarcação de apoio da Marina Tedesco, que também participou do resgate. As vítimas foram retiradas com auxílio de cordas. Os seis passageiros foram levados à Marina, onde passaram por avaliação médica preliminar. A Marinha instaurou um inquérito para apurar o caso. 

    *Com apoio do Diário Catarinense, do Jornal de Santa Catarina, do G1 SC e da NSC TV.  

    CBN Diário