Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 29/06/2018 9h15

    "Condição inaceitável", diz governador sobre proposta que poderá afetar investimentos em rodovias de SC

    BR-470, entre Navegantes e Rio do Sul, pode ser uma das estradas prejudicadas com a mudança no orçamento da União

    Foto: Pancho /Agência RBS

    Uma carta encaminhada a Michel Temer (MDB) mostra a indignação do governador Eduardo Pinho Moreira, do mesmo partido do presidente, sobre uma proposta de remanejamento no orçamento da União. Os cortes devem resultar em menos 146 milhões de reais em investimentos em cinco rodovias federais catarinenses. Uma delas é a BR-282, de Palhoça a São Miguel do Oeste, com valor de R$ 9,2 milhões. 

    O projeto de lei deve entrar na pauta na próxima terça-feira (3). O texto propõe abertura de crédito suplementar de quase R$ 1 bilhão aos Ministérios da Educação, Saúde, Integração Nacional e Desenvolvimento Social. Porém, isto anularia dotações orçamentárias reservadas a outros setores — entre eles, o de transportes. 

    No ofício endereçado a ministros e ao presidente Temer, Moreira demonstra preocupação com o impacto no cronograma de obras das BRs no Estado. 

    — Essa é uma condição inaceitável — manifestou o governador, pedindo também que os parlamentares catarinenses em Brasília se mobilizem sobre a questão. 

    Entidades também se posicionaram contrárias à proposta. A Federação das Indústrias de SC (Fiesc) alega que o orçamento previsto anteriormente (R$ 512 milhões) já era quase um terço menos do que a real necessidade do Estado por investimentos na malha viária federal, que seriam de R$ 1,5 bilhão anuais. 

    Ouça as informações com Leandro Lessa:  

    CBN Diário