Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 21/02/2018 17h38

    Como organizar viagens e ganhar mais produtividade

    Conteúdo patrocinado por CAVESE/SCANIA

    A definição de sucesso é diferente em cada indústria e modelo de negócio. Para empresas transportadoras de cargas, frotistas e caminhoneiros, um bom desempenho não está atrelado à quantidade de caminhões que se possui, ao número de motoristas contratados pela empresa ou à capacidade de estoque, mas a como esses recursos são utilizados.

    Alguns momentos são cruciais para garantir ou melhorar o desempenho. A escolha do caminhão correto, o uso adequado das tecnologias do veículo e a organização da rota traçada fazem parte do check-list para otimizar ganhos com transporte de cargas.

    Em parceria com a Cavese/Scania elaboramos um passo a passo para deixar a viagem de caminhão mais produtiva.

    O que levar na viagem?

    Preste atenção em três pontos ao organizar a viagem: o caminhão, a carga e o motorista. Cada um terá demandas e necessidades específicas.

    Para o caminhão, é imprescindível estar com os documentos em dia, já que esquecer eles em casa ou não atualizá-los, além de gerar multa, impede o motorista de seguir viagem. Em caso de documentação inadequada, é provável que será necessário ressarcir o contratante (principalmente em cargas perecíveis ou em que o prazo de entrega seja um limitante). Dentre os documentos fundamentais estão o Cadastrado de Licenciamento de Veículo (CRLV) e o tacógrafo regularizado (obrigatório para cargas com mais de 4.536 quilos).

    Para a carga, há uma série de documentos obrigatórios. O primeiro deles é o Documento Auxiliar do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais, que informa qual carga está sendo transportada e auxilia no acompanhamento dela. O segundo é o Documento Auxiliar de Conhecimento de Transporte Eletrônico, é fornecido pelo contratante do frete. Por fim, o Contrato de Transporte que necessita de autenticação por assinatura e não vale nada se não estiver acompanhado de uma nota fiscal.

    O caminhoneiro é o principal agente desse planejamento. Entre as boas práticas para garantir  segurança e o conforto, recomenda-se ter sempre por perto um kit de primeiros socorros, água, itens de higiene pessoal e uma caixa de ferramentas para o caso de imprevistos. Não se espera que o motorista faça grandes consertos, mas que seja capaz de fazer pequenos reparos que o deixem em segurança.

    Como garantir que o caminhão está pronto para a viagem?

    O óleo lubrificante do motor é um elemento fundamental para o funcionamento do caminhão. Confira uma vez por semana e sempre antes de cada viagem. Se a vareta apresentar borras ou detritos metálicos, está na hora de trocar. Neste caso, ligue para a concessionária autorizada e faça um agendamento de serviço. Lá eles executarão também o checklist de serviços que irá fazer uma inspeção correta no caminhão e identificar a necessidade de algum reparo ou ação preventiva. Fique atento também aos filtros de ar, combustível e óleo: em situações como o uso de combustível adulterado, trabalhos em meio rural e acidentes mecânicos fazem com que trocas tenham que ser feitas com maior frequência.

    O sistema elétrico (conectores, chicotes e bateria) precisa ser conferido com frequência, principalmente se tiver uso intenso e frequente de aparelhos domésticos no caminhão. Lembre-se de acompanhar os indicativos de desgaste nos sulcos dos pneus - eles devem ser trocados antes de ficarem ‘’carecas’’.

    A cada 15 mil quilômetros, confira os freios: antes de cada viagem, verifique os drenos para saber se é preciso retirar água dos reservatórios. Limpe e retire toda a graxa da quinta roda e veja se não há folgas ou peças corroídas (no caso de ser cavalo mecânico).

    Como traçar a rota?

    O bom planejamento da rota faz com que seja possível economizar combustível, melhorar os prazos de entrega, escolher  caminhos mais seguros e prever cenários durante a viagem. O uso de tecnologias ajuda nessas tarefas e há recursos como aplicativos e softwares que são pensados exclusivamente para isso, como:

    Preços dos Combustíveis: é um app que aponta quais são os postos com o valor do combustível mais em conta de acordo com a sua localização

    Drivvo: é uma solução que possibilita um planejamento financeiro preciso do seu veículo

    Truckpad: um software que liga motoristas a cargas

    Waze: aplicativo de trânsito que se baseia em um conceito de comunidade ele funciona como GPS e sugere rotas para fugir de trânsito, avisa sobre acidentes, radares e bloqueios nas rodovias

    AccuWeather: auxilia no planejamento climático sugerindo evitar viagens quando existe a probabilidade de fortes desafios climáticos

    Mão no volante: garante que você não receba chamadas no celular enquanto estiver dirigindo.

    Motorista preparado faz toda a diferença

    Os motoristas, com o tempo, tendem a adquirir hábitos de condução que nem sempre são os mais adequados. É por isso que capacitar e treinar esses profissionais é necessário durante toda a carreira deles. Um serviço muito interessante fornecido pela Scania é o Driver Trainning, um programa assertivo que, por meio de técnicas inovadoras, ensina o motorista a incorporar hábitos que imediatamente aumentam a eficiência de combustível, a segurança na estrada e a sustentabilidade, além de reduzir o tempo de inatividade e os custos operacionais.

    O Scania Coaching é um programa que possibilita que os hábitos não sejam perdidos no decorrer do treinamento ou mesmo após ele, já que vícios de condução são inerentes a muitos motoristas. Com a ajuda do Scania Driver Support o condutor do caminhão aproveita ainda mais os ensinamento do Driver Trainning e pode melhorar seu desempenho com uma avaliação em tempo real feita pelo computador inteligente do veículo.

    Quer mais dicas de como aumentar a produtividade na estrada? Continue acompanhando os conteúdos aqui na CBN e acesse o blog da Cavese.

    CBN Diário