Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 13/09/2017 8h45

    Chapecoense recebe o Flamengo com a missão de voltar a vencer em casa e recuperar a confiança

    No confronto desta quarta-feira, às 19h15min, Verdão quer aproveitar o retrospecto de nunca ter perdido na Arena Condá pela na Sul-Americana

    Foto: Artes DC /Artes DC

    Contra o Flamengo, às 19h15min desta quarta-feira, a Chapecoense quer aproveitar o retrospecto na Sul-Americana, onde nunca perdeu em casa, para recuperar a força da Arena Condá. O problema é que no Campeonato Brasileiro o time tem sido um bom anfitrião para os adversários. Em 12 jogos foram seis derrotas, dois empates e apenas quatro vitórias. Para se ter uma ideia de como esse desempenho é ruim, nos anos anteriores, em 19 jogos, a equipe perdeu quatro em 2014 e cinco em 2015 e 2016.

    Para o técnico interino Emerson Cris, as demais equipes viram que a Chapecoense é forte em casa e mudaram sua postura, indo jogar na Arena Condá mais cautelosas e preparadas. Ele citou que até o técnico do Corinthians, Fábio Carille, que é seu amigo, reconheceu que é muito difícil jogar na cidade

    Para o atacante Túlio de Melo, um fator que fazia a diferença para a Chapecoense está se transformando em um problema, pois gera impaciência do torcedor.

    — Cada vez mais a gente fala no vestiário que vai se impor, que não vai perder uma dividida, mas dentro de campo isso não está acontecendo — lamenta o jogador.

    No entanto, o atacante confia no grupo e lembrou que, em 2015, quando o Verdão passava por uma crise no Brasileirão, conseguiu eliminar o Libertad pela Copa Sul-Americana, após empate no tempo normal por 1 a 1 e vitória nos pênaltis. Depois, reagiu também na competição nacional. Naquela partida, Túlio de Melo marcou o gol da Chapecoense.

    — Temos que voltar a vencer aqui para retomar a confiança — frisa o atacante.

    Para o confronto pela Sul-Americana, a Chapecoense não poderá contar com o meia Seijas, em virtude de uma lesão no joelho esquerdo, com o atacante Arthur Caike, que teve um pisão no pé direito no jogo contra o Cruzeiro, e com o lateral Roberto, com dores na panturrilha direita. Em compensação, os volantes Canteros e Elicarlos, além dos atacantes Penilla e Júlio Cesar, foram inscritos na competição e estão à disposição. A Chape, que na fase anterior eliminou o Defensa y Justicia, defende o título da competição.

    Técnico monta o time com Alan Ruschel

    Pelo lado da Chapecoense, há grande expectativa sobre a escalação de Alan Ruschel no lugar de Arhur Caike. No treino desta terça, com portões fechados, Emerson Cris testou o lateral na formação inicial. Seria o primeiro jogo do sobrevivente do acidente aéreo como titular no Brasil. 

    Ruschel foi utilizado um pouco mais avançado, em função que desempenhou no amistoso com a Roma no início do mês e saiu de campo elogiado. O jogador também atuou no amistoso contra o Barcelona e no jogo-treino diante do Lyon. Na segunda parte do treinamento, Ruschel deu lugar a Penilla. A tendência, no entanto, é que o brasileiro comece jogando. 

    Já o Flamengo deve ir a campo com a equipe considerada titular. No gol, a dúvida é entre Tiago e Muralha.

    Ficha técnica

    Chapecoense: Jandrei; Apodi, Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Lucas Mineiro, Canteros e Alan Ruschel; Wellington Paulista e Túlio de Melo. Técnico: Emerson Cris.

    Flamengo: Tiago (Muralha); Rodinei, Rever, Juan e Pará; Cuéllar, Willian Arão, Diego e Berrío; Everton e Guerrero. Técnico: Reinaldo Rueda.

    Árbitro: Gery Vargas (BOL)

    Data e horário: nesta quarta-feira, às 19h15min

    Local: Arena Condá, em Chapecó

    Diário Catarinense
     
    Comentários