Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 10/12/2018 15h55

    Centro de Saúde da Lagoa da Conceição é inaugurado após reforma

    Quatro consultórios, auditório e acessibilidade estão entre as melhorias.

    Galeria de imagens

    O Centro de Saúde da Lagoa da Conceição em Florianópolis foi inaugurado na manhã desta segunda-feira (10), após uma reforma e ampliação, um investimento de R$ 438 mil. A unidade recebeu quatro novos consultórios, um auditório e melhoria da acessibilidade, com rampas e sinalização para portadores de necessidades especiais. 

    No Centro de Saúde, só no mês de novembro foram atendidas 3,5 mil pessoas em consultas médicas e outros procedimentos. Para o aposentado Adir José dos Santos, de 55 anos, a reforma representa uma conquista para os moradores do bairro. 

    - Acho que foi muito importante, há muito tempo estávamos reivindicando isso, só acho que o que falta, não só pra Lagoa, como para outros bairros, é sala para radiografia, mamografia. Seria importante que as pessoas já fossem atendidas e fizessem todos os exames aqui - disse.

    O aposentado Avandy Lima de Oliveira, de 41 anos, recebe atendimento semanal no Centro de Saúde e entende que o bairro precisa de ainda mais investimento. 

    - É ampliação de fachada, falta muito para melhorar, é mais estrutural do que em funcionários. O ideal seria que tivesse mais médicos, mais enfermeiros. Hoje, por exemplo, só tem um médico atendendo, então é complicado - declarou. 

    Ampliação técnica

    Conforme a secretaria municipal de saúde, o Centro dispõe de três médicos, além do serviço de um residente e um professor de medicina da UFSC. Um dentista, um fisioterapeuta e um educador físico também compõem o corpo técnico da unidade. 

    Segundo o secretário municipal de saúde Carlos Alberto Justo da Silva, o aumento do número de profissionais para atender no local deve ser o próximo passo da administração. 

    - Aqui na Lagoa, não foi só a reforma do Centro de Saúde, mas a ampliação, no sentido de redimensionar as equipes. Temos três equipes completas, estamos pensando em fazer a ampliação, que é feita mediante os indicadores, número de pessoas atendidas. Antes, a gente não tinha condição de ampliar, por falta de espaço. (...) Com isso, Florianópolis, que foi reconhecida como melhor capital em saúde e a população pode entender que a saúde aqui é tratada com o devido respeito - disse Justo da Silva. 

    Ainda nesta segunda-feira, a secretaria apresentou à comunidade 11 carros que devem ser usados a partir de agora para transporte de pacientes com doenças crônicas para receber tratamento. 

    CBN Diário