Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 13/12/2016 10h04

    CBF pretende reduzir contingente de árbitros nas Séries A e B

    Ideia é qualificar os homens do apito que restarem na lista

    Raphael Claus foi eleito o melhor árbitro do Brasileirão

    Foto: Lauro Alves /Agencia RBS

    A Comissão de Arbitragem da CBF quer usar uma espécie de "tropa de elite" nas competições de 2017. O contingente de árbitros será reduzido para que entrem em ação com mais frequência aqueles que a entidade identificar como mais preparados, restringindo o leque nos sorteios.

    — Estamos criando um novo ranqueamento. Vamos ter 50 árbitros que vão atuar nas Séries A e B. E serão em torno de 60 assistentes. Vamos ter um grupo menor para analisar, acompanhar, buscando melhora de atuação. Neste ano, usamos em torno de 80 nas Séries A e B — avisou o presidente da comissão, Coronel Marcos Marinho.

    O dirigente ressaltou que a "tropa" ainda pode ser reduzida com o desenrolar da temporada.

    — Vamos focar no plano de carreira no início. Vamos procurar usar todos para ver como é o potencial. Aqueles que se derem melhor vão prosseguir. Quem não for, vai ficar. Quem corresponder vai até o final — avisou.

    Zero Hora