Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 10/08/2017 16h46

    Avaí repassa recursos para a família de Renanzinho

    Foto: Janniter Decordes /CBN Diário

    O Avaí entregou na manhã desta quinta-feira na Ressacada de forma oficial, o depósito do dinheiro que foi repassado para a família do garoto Renanzinho, que por problemas de saúde, teve deixar o futebol. O Presidente do clube, Francisco Barttistotti, informou todos os detalhes que o clube está fazendo para ajudar a família do garoto. O pai de Renanzinho, Édson Pereira, foi quem recebeu o documento e agradeceu a ajuda do Avaí nesse momento complicado.

    Boas notícias

    Revelado na base do Leão da Ilha e considerado uma promessa no clube, Renanzinho foi diagnosticado com um tumor cerebral em novembro de 2016 e por isso precisou deixar as atividades no futebol, onde ele já estava integrado ao grupo profissional, pois o seu estado de saúde, considerado grave na época, merecia toda a atenção. Com isso, o garoto de 18 anos (hoje ele já está com 19) precisou passar por uma séria cirurgia, que poderia afetar a parte motora e respiratória do jovem. Com esse problema, o Avaí deu todo o suporte para a família para que ele pudesse passar pelo processo cirúrgico e também na recuperação. Sendo assim, o Avaí destinou a renda do jogo contra o Brasil/RS pela última rodada do returno da Série B do ano passado para a família poder comprar uma casa que desse toda a condição para Renanzinho se recuperar. A renda da partida foi de R$64.000,oo. Uma conta também foi aberta para ajudar e o valor arrecadado foi R$19.673,00, chegando assim no valor de R$83.673,00. Com esse valor, o Avaí depositou na conta da família R$100.000,00 e se comprometeu a repassar mais R$100.000,00 em dez parcelas de R$10.000,00, já com a primeira sendo depositada neste mês agosto. Além disso, já que o garoto está encostado no INSS, o Avaí paga a diferença para complementar o salário do volante, ou seja, ele está recebendo normalmente o seu vencimento. Renanzinho tem contrato com o clube até 31 de dezembro de 2018. O Presidente também fez questão de citar que todos os custos para a recuperação dele estão sendo pagos pelo plano de saúde do Avaí.  O pai de Renanzinho, Édson Pereira, agradeceu todo o suporte que o clube está dando para a família e ainda trouxe uma ótima notícia. O resultado do último exame, mostrou que ele está praticamente 90% recuperado e que hoje ele já consegue fazer algumas coisas sozinho, como se alimentar e tomar banho. Ao ser questionado se após a recuperação do jovem a família pensa em vê-lo trabalhando no futebol, fora do campo, Pereira disse que o foco agora é exclusivamente na recuperação de Renanzinho.

    Dentro de campo

    Sem contar com Judson, suspenso pelo terceiro amarelo, e Juan, suspenso pelo STJD, o técnico Claudinei Oliveira terá que aguardar um posicionamento dos médicos do clube sobre o atacante Joel. Ele tem uma mialgia muscular no coxa direita e ficou de fora do treino desta quinta-feira e será reavaliado na atividade desta sexta para saber se terá ou não a condição de enfrentar o Vitória no sábado, 19h, no Barradão. Com isso, o comandante do Leão treinou com Douglas, Leandro Silva, Betão, Alemão, Capa; Luan, Simião, Pedro Castro; Willians, Romulo, Júnior Dutra. Nesta sexta-feira, a partir das 8h30min, tem o último treino antes da viagem para Salvador.

    Ouça a coletiva do Presidente do Avaí, Francisco Battistotti, e do pai do Renanzinho, Edson Pereira

    Ouça a coletiva do volante Luan



    Confira as notícias do Avaí desta quinta-feira:

    CBN Diário