Carregando...
 
       
     
     
     
     
    A
     
     
     
     
     
     
    - Atualizado em 17/02/2017 13h37

    "A prioridade é candidatura própria", diz presidente licenciado do PSD sobre eleições 2018 em SC

    Ministro Gilberto Kassab também teceu elogios ao governador Raimundo Colombo, chamando-o de "maior líder político de Santa Catarina"

    Ministro Gilberto Kassab também teceu elogios ao governador Colombo, chamando-o de "maior líder político de SC"

    Foto: Cristiano Estrela /Agencia RBS

    Presidente licenciado do PSD nacional, o ministro Gilberto Kassab, da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, esteve em Florianópolis na manhã desta sexta-feira e comentou o atual quadro político do Estado. Em seu discurso, durante evento que marcou a mudança de rádios AM para a faixa FM, ele chamou o governador de "maior líder político de Santa Catarina" e "exemplo, por não aumentar impostos em meio à crise".

    O ministro também afirmou que o partido tem como prioridade para 2018 em Santa Catarina uma candidatura própria ao governo do Estado, hoje personificada no deputado estadual Gelson Merísio. Não descartou, no entanto, uma composição com outros partidos, até mesmo o PMDB.

    — No plano nacional, o partido tem uma posição muito clara em vista das eleições do ano que vem. As direções regionais têm total autonomia nos seus projetos. Qualquer partido tem como sonho ter candidato na majoritária, mas isso não implica que a gente vá automaticamente excluir alianças. Mas a prioridade é sempre ter uma candidatura própria — afirmou na saída do evento

    Líderes do PSD, Kassab e Colombo trocaram elogios em evento no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

    O governador Raimundo Colombo também elogiou o ministro Kassab, qualificando-o como grande "parceiro de Santa Catarina em Brasília". Para ele, as definições para 2018 não podem ser tomadas com quase dois anos de antecedência, mas as movimentações dos partidos são legítimas. Garantiu ainda que não vai atuar para impedir uma possível candidatura de Merísio, apesar das pressões do PMDB para um apoio no ano que vem.

    — Eu não vou impedir a candidatura de ninguém. Eu vou ajudar no momento certo para que haja bom senso, para que seja feito o melhor por Santa Catarina. Mas ninguém tem o direito de impedir uma candidatura — disse o governador.

    Sobre as suas pretensões para 2018, Colombo admitiu que pretende ser candidato ao Senado Federal, cargo que já ocupou entre 2007 e 2010, antes de ser eleito governador pela primeira vez:

    — Eu admito claramente a possibilidade de ser candidato ao Senado, mas isso depende da evolução do quadro. Agora é uma questão de tempo para ver como esse cenário evolui.  

    Colombo admite ser candidato ao Senado em 2018 Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS
    Kassab e Merisio, possível candidato do PSD em 2018, conversaram durante o evento. Foto: Guto Kuerten - Agência Alesc
    Diário Catarinense